Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

ESCRITO POR

Você acabou de instalar WordPress e começar seu site, mas não tem ideia do que fazer ou quais plugins instalar? Neste artigo eu vou compartilhar todos os passos que eu faço assim que instalo um site WordPress. Um guia completo sobre os primeiros passos para os novatos e até experientes em WordPress.

Como o artigo é muito grande, vou deixar uma lista de passos para facilitar a navegação. Talvez você já esteja ciente de alguns passos queira pula-los. Sem mencionar que alguns são inteiramente opcionais e não recomendado para todos os tipos de site.

Sumário do artigo:
> GLOSSÁRIO DE TERMOS MENCIONADOS NO ARTIGO
> CONHECENDO O WORDPRESS
> CONFIGURANDO LINKS PERMANENTES E MINIATURAS DO WORDPRESS
> INSTALANDO E CONFIGURANDO O JETPACK
> INSTALANDO UM PLUGIN DE SEO E CRIANDO SITEMAPS
> ESCOLHENDO E CONFIGURANDO SEU TEMA
> EDITANDO E CUSTOMIZANDO SEU CSS
> EDITANDO E CUSTOMIZANDO O SEU FUNCTIONS.PHP
> INSTALANDO UM PLUGIN DE CACHE
> PLUGINS QUE EU RECOMENDO PARA SEU WORDPRESS
> OUTRAS CONFIGURAÇÕES DO WORDPRESS

Neste artigo não vamos ensinar o passo a passo para instalar o WordPress na sua hospedagem porque cada hospedagem é diferente. A maioria das hospedagens possuem maneiras de instalar o WordPress em apenas um click.

Posso apenas resumir que assim que você baixar o wordpress e mover os arquivos para sua hospedagem, você será redirecionado para uma página de configuração dos bancos de dados de seu servidor e a conta do wordpress.

As dicas deste artigo vão começar depois que você estiver instalado o WordPress e feito o login no “/wp-admin/”.

Glossário de termos mencionados no artigo

Esse artigo é cheio de termos técnicos, por isso vamos deixar um glossário de termos mencionados no artigo para ajudar os leigos e novatos que não entendem muito de informática.

Plugins – São extensões que adicionam alguma funcionalidade ao WordPress. Com plugins você pode transformar o WordPress em uma loja virtual, fórum, área de membros e milhares de outras coisas.

Open Source – Significa que é aberto a modificações, qualquer um pode usar e modificar da maneira que quiser. O WordPress é um script em PHP Open Source;

CSS – Linguagem de códigos que permite você customizar a aparência, cores, fontes e layout de seu website.

SSL ou HTTPS – Protocolo de segurança atualmente obrigatório em todos os sites que querem crescer. Existem muitas formas de habilitar o https no seu site, uma delas é usando o Runcloud ou Let’sEncrypt.

CMS – Content Management System são sistemas de gerenciamento de conteúdo. Scripts que você instala em seu servidor de hospedagem e pode gerenciar ele através de um painel administrativo. O WordPress é um dos maiores CMS de todos os tempos.

CONHECENDO O WORDPRESS

Eu quero evitar falar o básico do WordPress, neste artigo eu desejo apenas apresentar as configurações que faço na minha instalação WordPress e compartilhar com outros. Ainda assim vamos resumir as funções do wordpress.

Basicamente o WordPress é dividido em Páginas, Posts (que são artigos), Categorias, Média e Comentários. Você mesmo precisa decidir como vai funcionar seu site e criar suas páginas e categorias de acordo com sua necessidade.

O WordPress também oferece plugins e temas para transformar sua principal funcionalidade (blog) num site rico e com infinitas possibilidades. É possível criar lojas, fóruns, redes sociais ou basicamente qualquer coisa com WordPress.

Ele é open source, permitindo que as pessoas desenvolvam funções adicionais para tornar o WordPress uma das melhores ferramentas da web. Eu realmente não conheço nenhuma outra plataforma ou CMS tão boa quanto WordPress.

Se você deseja aprender a criar artigos, enviar imagens ou outras funções básicas do WordPress, esse não é o objetivo do artigo. O objetivo deste artigo é apenas ensinar a vocês quais os passos fazer para tornar sua instalação WordPress melhor.

Configurando Links Permanentes e Miniaturas do WordPress

A primeira coisa que você precisa fazer depois de instalar o WordPress é configurar os Links Permanentes. Por padrão o WordPress exibe a data e nome do post, mas recomendamos deixar apenas o nome do post para melhorar o SEO.

Basta acessar Configurações > Links Permanentes e depois marcar a opção Nome do Post. 

Caso seu WordPress não esteja em português, aproveite o momento para acessar Settings > General e escolher então o idioma que deseja no seu WordPress. Não se esqueça de salvar as alterações…

Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Aproveitando que você está nas configurações, tente acessar o menu Configurações > Mídia para configurar as imagens que o WordPress gera ao fazer upload para galeria. As configurações de Mídia geram 3 tamanhos de imagem: miniatura, médio e grande.

Recomendamos colocar 0 nos tamanhos médio e grande para evitar que o WordPress crie imagens desnecessárias enchendo seu servidor de imagens. Na miniatura eu costumo colocar 375x175 e marco a opção recortar! 

INSTALANDO E CONFIGURANDO O JETPACK

O Jetpack é um plugin criado pelos desenvolvedores do WordPress e oferece muitas coisas em um único plugin. Widgets, blocos para o editor, revisão de artigo, CDN próprio, sistema de comentários, publicação no facebook e muitos outros.

Muitas instalações wordpress já vem com o plugin ativado ou instalado, caso contrário basta acessar Plugins > Adicionar novo e procurar pelo Jetpack. Depois de instalar e ativar o plugin, você vai ser convidado para uma tela para configurar e ativar.

O Jetpack oferece opções premium que na minha opinião não vale a pena. Escolha a opção de continuar usando o Jetpack gratuitamente que ele já oferece todo necessário para seu site. Depois de ativado basta acessar as configurações para continuarmos.

Em Desempenho e velocidade ative as duas opções em ativar o acelerador de site. Assim o site vai carregar as imagens e arquivos CSS e JS em um CDN, acelerando o carregamento de seu site e evitando consultados no seu servidor. 
Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Existem outras opções como o carregamento lento para imagens ou carrosséis de imagens, mas eu prefiro deixar essas opções desativadas para não ter incompatibilidade com temas ou plugins de cache.

Na aba Escrita do Jetpack eu costumo ativar apenas a opção: Verifique a ortografia, estilo e gramática

Já na aba Compartilhamento eu costumo utilizar a opção de compartilhar nas redes sociais, mas deixo o trabalho dos botões de compartilhamento com outro plugin chamado AddToAny.

Em discussões eu ativo os comentários e assinaturas, mas alguns preferem usar o sistema de comentários do DISQUS que eu recomendo fortemente. Infelizmente o DISQUS ficou pago para meu site, então sou obrigado a usar o padrão do WordPress + Jetpack.

Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Em Tráfego eu ativo os posts relacionados e mapas do site. Na aba Segurança eu ativo a proteção contra ataques de força bruta. Essa são as configurações básicas que ativo em todos os meus sites que utilizo WordPress.

Instalando um Plugin de SEO e CRIANDO SITEMAPS

Agora chegou a hora de instalar uma das coisas mais importante do seu site, o plugin de SEO (Search Engine Optimization)o sistema que vai otimizar seu site para os mecanismos de busca como Google, Bing e Yahoo.

Um dos mais populares é o SEO by Yoast que é totalmente gratuito, basta instalar e configurar da maneira que desejar. Não existe muitas coisas para configurar no plugin, eu praticamente ativo todas as opções da aba recursos na configuração do SEO by Yoast.

Desculpe interromper esse artigo, mas eu descobri um Plugin de SEO All-in-One Melhor que o Seo by Yoast, escrevi um artigo falando sobre ele, leia sobre o plugin de SEO Rank Math clicando aqui. 

SEO é uma das coisas mais importantes para o sucesso do seu site. Talvez seja necessário um artigo maior que este para explicar tudo sobre SEO e como isso ajuda as pessoas a encontrar seu site através do Google.

Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Além do SEO by Yoast você também precisa instalar outros plugins que podem melhorar o SEO do seu site, como:

  • SEO Friendly Images – Para criar um XML de imagens;
  • Google Video Sitemap Feed – Para criar um XML de vídeos;

Não basta instalar esses plugin de SEO mencionados e pronto, você também precisa adicionar seu site no Search Console do Google e enviar todos os Sitemaps e Feed RSS para ajudar o Google a localizar seu site e torna-lo relevante.

Não precisamos ensinar passo a passo como cadastrar-se no Search Console porque o Google já faz isso na hora de configurar seu site. Depois que tiver configurado e verificado seu site, acesse o menu Sitemaps para enviar os links XML e RSS do seu site.

Se você tiver instalado o SEO by Yoast e ativado os sitemaps do Jetpack você encontra os seguintes links:

  • feed/
  • sitemap_index.xml
  • sitemap.xml
  • sitemap-1.xml
  • image-sitemap-index-1.xml
  • news-sitemap.xml
  • image-sitemap-1.xml
  • sitemap-video.xml

Basta adicionar tudo isso na seção de SiteMaps do Google Search Console que seu site vai estar 100% pronto para rankear no Google. Agora você pode focar em criar conteúdo de qualidade, pensando totalmente no SEO.

ESCOLHENDO E CONFIGURANDO SEU TEMA

É complicado eu ajudar todos os leitores nessa parte, já que cada um deve ter escolhido um tema (layout) diferente para o site WordPress. Caso ainda não tenha feito essa escolha, recomendamos fortemente o Generate Press.

Muitos que começam um site WordPress, procuram um tema gratuito, mas infelizmente a maioria dos temas gratuitos são totalmente limitados e sempre esfregam na sua cara anúncios para comprar uma versão premium do tema.

Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Você também precisa ter cuidado ao escolher um tema pago, já que alguns acabam dando um defeito ou te limitam em algo que deseja fazer. Recomendamos fortemente já começar com um tema pago, mas deve escolhe-lo com sabedoria.

É por isso que eu recomendo o Generate Press, porque ele é 100% customizável, ultra leve, permite desativar módulos e também oferece licença para um número de sites ilimitados. Depois de ter comprado e perdido horas customizando uns 10 temas premium, eu finalmente achei o Generate Press e fiquei quieto e despreocupado.

Caso você resolva usar o Generate Press, o nosso artigo sobre ele também ensina dicas e configurações que eu faço ao utiliza-lo. Espero que escolha seu tema com sabedoria, porque mexer com temas no WordPress é uma das coisas mais estressantes que existe.

Recomendamos sempre usar a versão CHILD do tema que você escolher. Essa versão depende do tema original, mas permite você adicionar códigos CSS e PHP sem afetar o tema original, permitindo que você atualize o tema sem perder suas alterações feitas. 
Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Escolha sempre um tema responsivo que se adapta a celulares, futuramente recomendamos também pesquisar e implementar um tema AMP (Accelerate mobile page) no seu site.

EDITANDO e CUSTOMIZANDO SEU CSS

Vou considerar que você já tem seu tema WordPress na versão child ativada. Agora vou compartilhar alguns códigos CSS e PHP para você adicionar no seu WordPress afim de resolver muitas questões que donos de site acabam enfrentando.

Para adicionar um código no seu tema child você precisa acessar “Aparência > Editor” onde por padrão ele já vai abrir o tema ativado na página de editar o CSS. Na tela abaixo você adiciona as personalizações do seu CSS e PHP direto no tema Child.

Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Um dos códigos mais importantes na minha opinião é o que faz a tabela do WordPress ficar responsivo. Com o código abaixo as tabelas do seu site podem ser manuseadas arrastando com dedo nos dispositivos moveis. Permitindo a criação de tabelas com muitas colunas sem a necessidade de se preocupar.

@media only screen and (max-width: 840px) {
table {
margin-bottom: 0;
overflow: hidden;
overflow-x: scroll;
display: block;
white-space: nowrap;
}
}

O código abaixo coloca borda nas tabelas:

table, th, td {
    border: 1px solid #ddd;
}
tr:last-child td, tr:last-child th {

  border: 1px solid #ddd;

}

O código abaixo corrige os problemas com o Negrito que não aparece em alguns temas por falta da tag .strong ou .b:

.bold
{
    font-weight:bold;
}

strong { font-weight: bold;}

Esses foram apenas alguns exemplos, você pode fazer alterações no layout através do console do seu navegador e implementar os códigos CSS que desejar nessa página.

EDITANDO E CUSTOMIZANDO O SEU FUNCTIONS.PHP

No mesmo editor de tema que você usou para editar o CSS você vai acrescentar códigos que fazem determinada função no WordPress ou no tema dentro do arquivo chamado functions.php que fica localizado no seu tema child.

Com o código abaixo, você exclui uma das categorias do seu site de aparecer na página inicial. Basta editar o ID da categoria no código abaixo. Você pode conseguir esse ID (número) no LINK quando edita uma categoria dentro do WordPress.

function excludeCat($query) {
if ( $query->is_home ) {
$query->set('cat', '-675');
}
return $query;
}
add_filter('pre_get_posts', 'excludeCat');

O código abaixo faz com que as miniaturas da lista de artigos de alguns temas também sejam hospedadas no CDN ou PHOTON do Jetpack:

add_filter( 'jetpack_photon_override_image_downsize', '__return_true' );

O código abaixo cria uma opção no menu que exibe todas as configurações avançadas do WordPress. Não é um código totalmente necessário, mas talvez você goste.

// CUSTOM ADMIN MENU LINK FOR ALL SETTINGS
   function all_settings_link() {
    add_options_page(__('All Settings'), __('All Settings'), 'administrator', 'options.php');
   }
   add_action('admin_menu', 'all_settings_link');

Assim como no CSS, você pode buscar na internet ou em nosso site por códigos que fazem determinada função no WordPress ou tema do site. Use com sabedoria e tenha cuidado com códigos errados que podem bugar o site.

INSTALANDO UM PLUGIN DE CACHE

Outra coisa muito importante que você precisa fazer ao instalar o WordPress é usar um Plugin de Cache. Existem vários plugins de cache, eu uso o WP-ROCKET que é pago, mas como você está começando, existem muitos plugins que você pode usar.

Os plugins de cache permitem que seu site seja carregado pelos visitantes de forma rápida sem usar muitos recursos de seu servidor ou consultar os bancos de dados. Alguns plugins criam uma versão leve da página em HTML ou comprimem os arquivos para deixa-los mais leve. 

Um dos mais simples e fáceis de configurar é o WP-Fastest Cache, seguido dos plugins W3 Total Cache e Wp Super Cache, esses são os plugins de cache mais populares.

Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Dependendo da hospedagem que você usar, pode ativar também cache do NGINX, Memcached, Redis ou LiteSpeed Cache. Além do tradicional cache de páginas, alguns plugins oferecem o Minify que junta ou diminui o tamanho de arquivos JS e CSS.

Caso o plugin de Cache que você escolher não incluir o Minify, tente usar plugins como Autoptimize. Tenha cuidado na hora de configurar o Minify, porque alguns temas ou plugins acaba não sendo compatível, você talvez tenha que incluir algum JS na lista pra o plugin ignorar.

As configurações que você realizou no Jetpack também vai ajudar seu site a ser carregado de forma rápida sem usar recursos do seu servidor. Alguns tentam recorrer ao uso de CDN como o CloudFlare, mas o Jetpack é praticamente um CDN.

PLUGINS QUE EU RECOMENDO PARA SEU WORDPRESS

Eu já recomendei alguns plugins ao longo do artigo, mas existem outros mais específicos que eu acho essencial e obrigatório em toda instalação de WordPress que uso. Vou falar rapidamente sobre cada um deles (nem vou colocar links, procure no seu site WordPress para facilitar a instalação).

Redirection ou Quick Page/Post Redirect – Esses 2 plugins são idênticos, você pode escolher o que achar melhor, eu sempre usei o Quick Page, mas recentemente conheci o Redirection que está mais atualizado. O objetivo deles é criar links que redirecionam para alguma outra página. Além de links internos, você pode criar links no seu próprio domínio para redirecionar links de afiliados ou esconder links gigantescos de outro site.

Content Egg Pro – Recomendo esse Plugin pago para aqueles que desejam vender produtos de afiliados, livros da amazon ou produtos de outras redes de afiliados. Escrevi um artigo sobre esse plugin, clicando no nome dele você acessa nosso artigo.

Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

Image Teleporter ou Auto Upload Images – O objetivo desses plugins é salvar uma imagem colada da internet direto no seu servidor. Isso tira a necessidade de você salvar a imagem no seu computador e depois fazer upload. O segundo plugin é mais completo e atualizado, mas tive alguns problemas de compatibilidade.

AddToAny Share Buttons – Um dos melhores plugins gratuitos de compartilhamento de redes sociais que conheço. Aqui você configura sem complicações os botões de redes sociais laterais flutuantes e no início e fim dos artigos.

Health Check & Troubleshooting – Plugin criado pelos desenvolvedores do WordPress, ele cria uma versão de testes do site para você desativar ou mudar plugins e temas e descobri o que realmente está causando problemas no seu site.

Outras configurações do WordPress

Existem outras configurações pessoais a ser feita no WordPress. Por exemplo, talvez você queira adicionar um avatar na sua conta através do Gravatar. Basta criar uma conta usando mesmo e-mail de admin no site Gravatar. Você também pode alterar seu avatar padrão acessando as Configurações > Discussões.

Outra coisa muito importante que você deve fazer é ativar o SSL HTTPS do seu site. Tudo vai depender da hospedagem ou serviço que utilizar. Existe o famoso Let’s Encrypt que é gratuito.

Fique atento a todas as configurações para definir outras coisas como permissões de discussões, fuso-horário, cadastro de usuários e outros. Depois de ter feito tudo isso, basta focar na criação de conteúdo e divulgação nas redes sociais.

Primeiros passos no WordPress – Configurações e Plugins

É claro que para ter algum retorno em seu site recomendamos ler nossos artigos sobre email marketing, SEO e muitos outros artigos mais específicos sobre WordPress. O objetivo de meu site é compartilhar toda minha jornada com sites e como eu me sustento apenas com isso.

Se gostou do artigo, compartilhe com os amigos e deixe suas opiniões nos comentários. Eu me chamo Kevin e até a próxima! Da uma passadinha também em nossos outros sites de conteúdo como skdesu.com e aprenderpalavras.com pra você ter uma ideia de como eu trabalho com WordPress.

Por Favor! Compartilhe Nosso artigo:

Deixe uma resposta